Avançar para o conteúdo principal

Palavras Proibidas

Olá a todos!

Como estão?

Hoje, partilho convosco uma regra, uma dica, que fui lendo e ouvindo na minha procura contínua por crescer a nível de desenvolvimento pessoal. Resolvi escrever sobre ela, porque uso-a na prática, na minha vida, e funciona mesmo. 
Que regra é essa?

A eliminação de algumas palavras do vocabulário.

Conhecem a imagem abaixo? Os 3 macacos sábios: não ouças o mal, não vejas o mal e não fales o mal?
Imagem retirada da Internet

Pois bem, quem criou esse provérbio estava extremamente certo, porque o nosso cérebro tenta sempre ser nosso amigo e tem muito em conta aquilo que nós dizemos, como que se “atraíssemos para a nossa vida o que a nossa boca profere”.

E, por esse motivo, se queremos ser felizes e bem-sucedidos nos nossos planos de vida, convém termos algumas ideias de quais as palavras que nos ajudam a ir para a frente e quais as que nos dificultam o caminho.

Como já vos disse, hoje vou falar de algumas palavras que só beneficiarão se as eliminarem completamente do vosso vocabulário.

E são elas:


E basta só eliminá-las? Não, claro, é importante (e crucial) que as troquem por outras que, utilizadas no mesmo contexto vos tragam consequências, resultados, muito mais positivos.

O exemplo mais óbvio é a troca da expressão “Vou tentar!” por “Vou fazer!” – embora seja uma troca de fácil compreensão, pode não ser fácil de meter em prática, sobretudo quando se propõem a fazer algo que é novo para vocês ou cujo sucesso não é garantido, mas com a prática torna-se cada vez mais fácil e a positividade desta troca para a vossa vida será óbvia desde os primeiros tempos. Afinal, tudo o que vocês fizeram na vida, mal ou bem, foi um fazer certo? Uma tentativa não chega à realização...

Depois, poderão trocar todos aqueles adjetivos derrotistas, como difícil, complicado e adverso por outros que vos façam automaticamente sentir como vencedores, como guerreiros prontos a enfrentar tudo, como são exemplos as palavras desafiante ou estimulante. Por vezes dou por mim a tirar prazer de situações que, sem esta troca, me fariam provavelmente stressar.

E o que podem trocar pela palavra falha ou falhanço?
Exatamente, aprendizagem. 
Esta é, na minha opinião, aquela que é mais difícil de conseguir, porque as pessoas tendem a simplesmente não falar no que correu mal ou a culpar-se e a recriminar-se em demasia por isso, seja a elas próprias, seja perante os outros. É preciso uma grande maturidade para se pensar/dizer “eu não alcancei o resultado pretendido, mas retirei aprendizagem daquela situação e, da próxima vez, farei melhor.”, mas uma vez feito, o nosso mundo expande-se perante nós.

Sabem qual é a boa notícia para quem acha que esta pequena mudança na sua vida é difícil de conseguir? É que, se a começarem a meter em prática não vão ter de se esforçar por eliminar estas palavras para sempre, porque vai chegar uma altura em que vocês simplesmente não as vão dizer.

E acreditem, vocês vão sentir-se pessoas muito melhores.
Não é isso que todos queremos afinal? Sermos o melhor de nós mesmos, independentemente do caminho que escolhamos seguir na vida?

Outras duas expressões que fazem todo o sentido de serem eliminadas são:
Sobretudo quando nos referimos a outras pessoas, porque, se pensarem bem, não importa nada o que nós queremos ou precisamos. Quer dizer, claro que importa, para nós e para os nossos familiares e amigos, mas para a concretização dos nossos objetivos de vida, o que é mesmo relevante são as nossas ações. Então virarmo-nos para o mundo e dizermos “eu preciso de passar no teste.” ou “eu quero ter aquele telemóvel” ou “eu quero e preciso ser médico” não vai contribuir em nada para conseguirmos o objeto dessas frases. A sua utilização transmite-nos como que a ideia de que as coisas se ganham porque merecemos, porque temos a vontade… mas como as coisas não funcionam assim, ficamos frustrados. 

E vocês, eliminaram algumas palavras do vosso vocabulário?
Por quais as substituíram?
Acham que este método traz benefícios à vossa vida?

Espero que tenham gostado.


Até à próxima!
Beijinhos 😘 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Carnaval 2018

Olá a todos!
Hoje trago-vos um vídeo extra no canal!!! 
Não vou publicar um vídeo todos os dias, mas há exceções, como neste caso, em que tivemos o Carnaval e o Dia de São Valentim na mesma semana. :)
Espero que gostem! 😊


Até à próxima!
Beijinhos :-*

VeganChee Bio - Iogurtes e Queijos

Bom dia a todos!
Na publicação de hoje vou partilhar convosco alguns produtos vegan que conheci há algum tempo e dos quais, pelo sabor, aspeto, saúde e praticidade, não poderia deixar de falar. Curiosos para saber do que falo?
A resposta é: VeganChee Bio - alternativas vegetais ao queijo e aos iogurtes. Para além de estar a estudar para vir a ser Médica, eu sempre me preocupei com a Saúde e, sobretudo, sempre procurei saber mais sobre o tema e sobre o que eu podia fazer para ser mais saudável (vou certamente partilhar alguns dos hábitos que tenho noutros posts).
E como falar de Saúde, sem falar de Alimentação?
Como disse Hipócrates, na Antiguidade, “que o teu alimento seja o teu medicamento.” e, baseada nesta premissa, sempre procurei comer o melhor possível, com algumas exceções (muitas) de vez em quando, como é normal.

O tipo de alimentação que levo não é tema para esta publicação, mas resumidamente é preferencialmente vegan, mas não rígida. O que isto significa? Que como de tudo,…

Aniversário 2018

Olá a todos!
Hoje é o meu aniversário, comemoro mais um ano de vida e, por esta ocasião especial, interrompo o estudo para festejar e para vos escrever. Este dia pode ser especial para nós, por diversos motivos, dependendo também da nossa idade e da altura da vida em que estamos. Lembro-me que quando era pequena os meus aniversários eram o máximo pelos doces, pelos amigos a cantarem os parabéns, pelos brinquedos que recebia, pelo karaoke que cantava, pelos saquinhos de guloseimas que distribuía na escola ou a todos os que iam à minha festa de anos... Há medida que vamos crescendo, as festas vão-se tornando diferentes, com menos pessoas e menos brincadeiras, e começamos a dar mais importância a estar com a família, a nos rodearmos de um grupo mais limitado de pessoas e claro, a receber parabéns das pessoas que passam pela nossa vida, quer pessoalmente quer nas redes sociais.
Nem sempre os nossos dias de aniversário são perfeitos, sobretudo se nem tudo na nossa vida está como gostaríamos o…