Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2017

O Caminho...

Olá a todos!


2017 está a dizer-nos "Adeus!" e penso que não há melhor maneira de fazermos a viragem do ano do que com uma reflexão sobre o nosso "Caminho":


"Fomos criados à imagem e semelhança de Deus" dizem as sagradas escrituras, quer as consideremos divinas ou não.
Deus e toda a sua magnificência, independentemente do Deus de que estejamos a falar, com certeza que tem a ideia da sua plenitude.
Até que ponto também nós, nós próprios, construirmos o nosso caminho?
Ao longo da História da Humanidade, pessoas cultas e visionárias, como o foi Fernando Pessoa na área da Literatura, que escreveu sobre a Esperança na construção de um Império Espiritual por parte dos portugueses (o Quinto Império), partilharam palavras de fé, de elevação espiritual, de luta por um mundo melhor, de ultrapassagem de medos, de quebra de barreiras, de alcance da liberdade,…
Boas ideias e mentalidades não faltaram ao mundo…então porquê que olhamos em nossa volta e vemos a falta de auto es…

O Tempo de Ser

Olá a todos!

Hoje trago-vos uma reflexão sobre a vida e o seu "tempo de ser": Era eu muito pequenina quando aprendi a expressão "devagar se vai ao longe". Agora, medito sobre essa frase e penso em como as coisas boas e de grande valor para nós demoram a conseguir. Penso em como a vida tende a não gostar de pressas. Até porque tudo o que tende a vir rápido também tende a ir na mesma velocidade. 
Ora vejamos,  -> manter uma boa saúde é um trabalho contínuo; -> ganhar mais saúde é um trabalho longo e contínuo; -> acabar um ano escolar, um ciclo, uma licenciatura, um mestrado... é um trabalho demorado e contínuo; -> ficarmos peritos num desporto é um trabalho demorado e contínuo; -> construir uma relação estável e duradoura envolve tempo... -> Etc
Nestes poucos exemplos (de entre incontáveis outros) vemos que sem trabalho, sem dedicação e, sobretudo, sem paciência e sem o entendimento de que não fomos feitos para pressas, não vamos a lado nenhum.
E pe…

Adeus 2017! Foi um prazer...

Olá a todos!
Dada a aproximação do final de 2017 e do início de 2018, aproveito para partilhar convosco algumas das minhas conquistas de 2017 e alguns agradecimentos especiais, com o principal objetivo de criar um momento de gratidão para com a vida, que espero que ressoe em vocês. Eu considero que não há nada melhor a fazer antes de planear o 2018 do que refletir sobre o ano que passou. Concordam? Fazendo uma retrospetiva do meu 2017, só posso ficar grata e sentir-me abençoada com tudo o que saiu, entrou e se manteve na minha vida durante este ano. Desde de janeiro de 2017 que eu: Terminei o 3ºano e comecei o 4º ano académico no curso de Medicina.Abandonei algumas atividades com as quais não me identificava.Mantive-me em projetos e atividades e envolvi-me noutros (novos) com os quais me identifico e que acrescentam valor à minha vida, como é o caso deste blog <3 - espero que estejam aqui comigo em 2018...;)Relacionei-me com novas pessoas e fiz alguns amigos incríveis, que espero que f…

Atitude de Hércules

Olá a todos!

Hoje vou basear a minha publicação no meu filme favorito da infância, Hércules, da Walt Disney. Eu gostava tanto de ver o filme que passava as tardes a vê-lo, ao ponto de saber as falas e as músicas de cor de trás para a frente. Gostava tanto do filme que o rebobinava vezes sem conta (tempos em que os filmes eram em cassetes…), chegando a um ponto em que a fita saltou da cassete e não consegui vê-lo mais (em cassete :P).
E quando me pergunto o porquê de gostar tanto daquele filme, chego à conclusão que a principal razão está no facto de este se desenrolar em torno de um rapaz, um homem, que, independentemente de ser um semideus, quer tornar-se um “verdadeiro herói” e encontrar o seu lugar no mundo.
Quem nunca quis ser um super-herói?
Quem é que não quer ser um “super-herói”?
Eu era pequena e sonhava fazer grandes feitos, ser corajosa, ir mais além.
E o que é que a personagem principal do filme faz? Ora vejam (relembrem) esta parte do filme: Ele sente que algo grande espera por el…

Sim, eu "disse que fazia", mas...

Olá a todos!
2018 está a chegar e com a sua aproximação chegam biliões de objetivos, triliões de novas atitudes e quatriliões de novos "vou passar a fazer" e/ou "vou deixar de fazer".

Esta publicação direciona-se maioritariamente àquelas pessoas que, tal como eu, encontra-se muitas vezes na situação de ver as decisões que tomou na sua vida não serem realizadas, ficando o sentimento de culpa e, pior, de irrealização e fraqueza ou falta de autocontrolo e disciplina.

Se são uma dessas pessoas, tenho uma boa notícia para vocês: talvez tenham muito mais disciplina e com autocontrolo do que aquilo que imaginam. Talvez o problema não sejas vocês, mas aquilo a que se estão a agarrar para seguir em frente.
Confusos?  Passo a explicar: como sabem nenhum ser humano é perfeito e, da mesma forma, nenhum ser humano faz sempre tudo bem e está sempre com o humor, vontade e/ou estado de espírito ideais para investir na vida que almeja.  E nós sabemos isso? Sim. E com o que contamo…

2018 a chegar? -> Planear!

Boa tarde a todos!
2018 está a aproximar-se e, com a chegada de um novo ano, chega a vontade de melhorar, de nos renovar, de conseguir mais, de ser mais.
Muito bem, vamos pegar num papel e fazer uma lista de 12 ou mais ou menos desejos que queremos realizar e brindar na passagem do dia 31 de dezembro para o dia 1 de janeiro, como que a esperar que se faça um clique milagroso que nos leve a alcançar o que ficou escrito no papel.
E tanan, desejos realizados! :D
Só que a vida não funciona assim.

Não sei se vocês que estão a ler esta publicação são do tipo de fazer esta lista (se é que a fazem), mas se é o vosso caso e chegam sempre ao fim do ano com alguns desejos “frustrados”, então provavelmente o problema não está em vocês, nem na sorte do ano, mas no método de “desejar o ano ano” que vocês utilizam: das duas uma… … ou vocês escrevem coisas absolutamente óbvias, que são naturais para vocês, que de certeza que se vão realizar (ex: terem sido avisados no trabalho que iam receber um aumento e …

Apreciar o presente?

Olá a todos!
Estamos em pleno Natal, época de Paz, Amor, Família, Prendas... e, por falar em prendas…
Quando alguém oferece uma prenda a outra pessoa, mesmo que sentida, honesta e a pensar no bem dessa pessoa, fá-lo sempre de acordo com a sua visão da realidade. Quem oferece projeta na sua prenda a sua ideia do que é de maior agrado e/ou melhor para a pessoa a quem esta se destina.

É por este motivo que, quer morramos de amor quer não por uma prenda que nos dão, devemos apreciá-las, sentir gratidão sincera pelo que nos está a ser dado e agradecer.

Feliz Natal a todos!

Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

Olá a todos!
Hoje é véspera de Natal e, como tal, não podia deixar de oferecer um miminho a todas as pessoas que lerem esta publicação neste dia tão especial. Como sou uma amante de poesia, fiz este poema especificamente para vocês:
Quão maravilhosa é esta época, Que nos encerra o ano em festa. Tempo em que dádiva não é pouca, E a expressão d’Amor é manifesta.
Toda a gente se abençoa e felicita, Toda a gente é paz e não se irrita, Toda a gente pensa no que pode dar, Em coros de vozes e luzes a brilhar.
A criança sonha no que irá receber, O adulto alegra-se em oferecer, O idoso sorri ao festejar em união, O humano vibra, ao saudar o irmão.
As lojas enchem-se de compradores, As ruas enchem-se de iluminação, As casas enchem-se de amores, E às pessoas, enche-lhes o coração.
Nem todos comemoram igual, Nem todo o Homem é cristão, Mas quase todos sentem o Natal, E mergulham no meio da afeção.
A todos os que leem este poema, Confortáveis, neste dia especial, Eu desejo felicidade sem dilema, E um abençoado e feliz Nat…

Correr ou Caminhar

Olá a todos!

Deixo-vos mais um texto reflexivo, que escrevi quando cheguei a casa após uma corrida/caminhada.

Espero que gostem!

Imagem retirada da Internet

Doíam-me os olhos e a cabeça de olhar para ecrãs e linhas de texto de livros e sebentas (já nem o facto de ir estudar para a varanda, a apanhar ar, me estava a ajudar), pelo que resolvi ir correr. Tinha coisas para estudar? Obviamente. Porém isso não deve (e não pode) ser um fator decisivo (embora muitas, muitas, muitas vezes o seja), porque há sempre algo para estudar, algo para fazer. Vou morrer e vou deixar trabalho por fazer. Vamos todos. Então, vesti um fato de treino inventado na hora (composto por várias peças desportivas com as quais me identifico e me sinto confortável, nomeadamente o meu antigo casaco do karaté e um gorro da Adidas - a marca não me pagou nada para a publicitar - que comprei este verão em saldos e que nunca tinha usado), tirei uma foto a registar o momento e saí de casa. Muitas vezes nem sequer me chego a…

Evolução

Olá a todos!
Nesta publicação deixo-vos uma reflexão que fiz há uns tempos:
Quando somos crianças não temos incertezas, achamos que conseguimosfazer tudo, tudo é certo.  Depois, crescemos e as incertezas vêm e, com elas, a desilusão da descoberta que não conseguimos fazer tudo, não conseguirmos fazer um oceano de coisas.  Por fim, maturamos, e apercebemo-nos da maravilha que é não sabermos tudo (quase nada): APRENDER.

Almoço - Comprar ou Levar?

Olá a todos!
Hoje vou falar-vos um pouco das refeições que fazemos fora de casa e das vantagens, ou não, de levarmos a nossa própria comida de casa.
Para além de me preocupar com a saúde, eu sempre me considerei uma pessoa poupada e sempre gostei de fazer contas e gerir o meu dinheiro, de forma a que ele nunca faltasse para o que realmente interessa, mesmo que eu ainda não trabalhe. E, obviamente, as refeições entram, e com um grande peso (sobretudo enquanto somos estudantes) para o balanço da nossa vida financeira.
Hoje em dia, se eu comer na faculdade e não me aventurar a ir a restaurantes ou a outros locais, consigo ótimas refeições, de prato completo, que vão dos 2,65 aos 4,15 euros. Houve um tempo em que eu ia comer praticamente todos os dias na cantina, porque existe a opção Macrobiótica, que eu simplesmente adoro. A sopa, o prato, a bebida, o pão e a sobremesa ficava-me por 2,65 euros, o que não é caro, de todo. Na verdade, é uma ótima opção.
Mas depois… eu comecei a fazer contas …

És Tudo!

Há 3 anos atrás escrevi um poema para o Homem da Minha Vida, que deixo aqui para vocês lerem. Pode ser que gostem e/ou se inspirem.

Chegaste ao pé de mim do nada,   Vindo das mais remotas probabilidades.  Uns anos antes e a história era terminada.  Mas estás aqui - a vida são possibilidades. 
Pisaste as minhas terras e conquistaste-as,  Tornaste-te seu dono, seu rei, seu senhor,  Mas és servente, guerreiro de espada na mão:   Consegues a paz e uma vivência de amor. 
Apoderas-te de tudo só com o olhar.  Eu exijo-te tudo, de forma ativa.  Nesta terra é, sim, permitido falar,  Eu eu falo esse teu eu que me cativa. 
Não, não renuncio o meu lugar,  Este pódio do qual não saio!  Este topo que estás a suportar,  Que sem ti é nada - e eu caio. 
Este cheiro a pão quente...  Este sentir de paixão ardente...  Este nosso povo de ar contente...  São o que nos define, diariamente.  Somos heróis, mas trabalhamos:  Muitos tijolos fazem uma casa.  E, ainda, sorrimos e amamos.  Temo-nos, e ao mundo, numa asa.   
Sim, existem a…

Pequeno-almoço: Papa de Aveia e Chia

Olá a todos!

Hoje, deixo-vos a receita de um dos meus pequenos-almoços favoritos: Papa de Aveia e Chia para 1 pessoa (dobrar as quantidades para 2).
Ingredientes: 1 copo cheio de água.2 colheres de sopa de aveia.1 colher de sopa de chia.Frutos secos a gosto. 
Preparação: Colocar a água e a aveia num pequeno tacho e deixar ferver.Deixar 30 segundos a ferver e desligar o fogão.Colocar a chia e os frutos secos numa tacinha.Misturar tudo.Esperar 5 a 10 minutos, para que a chia absorva a água.
E voilá:
Como veem, é um pequeno-almoço muito simples e rápido de fazer, com apenas 4 ingredientes, mas que nos permite começar o dia cheios de energia.

Se preferirem ver em  vídeo, ei-lo:

E depois, é só saborear este delicioso e saudável pequeno-almoço.
Espero que tenham gostado.
Até amanhã!
Beijinjos :-*

Palavras Proibidas

Olá a todos!
Como estão?
Hoje, partilho convosco uma regra, uma dica, que fui lendo e ouvindo na minha procura contínua por crescer a nível de desenvolvimento pessoal. Resolvi escrever sobre ela, porque uso-a na prática, na minha vida, e funciona mesmo.  Que regra é essa?
A eliminação de algumas palavras do vocabulário.
Conhecem a imagem abaixo? Os 3 macacos sábios: não ouças o mal, não vejas o mal e não fales o mal?
Pois bem, quem criou esse provérbio estava extremamente certo, porque o nosso cérebro tenta sempre ser nosso amigo e tem muito em conta aquilo que nós dizemos, como que se “atraíssemos para a nossa vida o que a nossa boca profere”.
E, por esse motivo, se queremos ser felizes e bem-sucedidos nos nossos planos de vida, convém termos algumas ideias de quais as palavras que nos ajudam a ir para a frente e quais as que nos dificultam o caminho.
Como já vos disse, hoje vou falar de algumas palavras que só beneficiarão se as eliminarem completamente do vosso vocabulário.
E são elas:

E bas…