Avançar para o conteúdo principal

Olha uma moeda!

Olá a todos!

O que vou partilhar convosco hoje é uma reflexão que fiz há uns dias quando ia no meu caminho para a faculdade.

Estava eu muito bem, a andar já há alguns minutos, a “pensar nas minhas coisas”, quando tenho a atenção captada por uma senhora que estava baixa, com as mãos no chão a fazer qualquer coisa (no meio da passadeira). Rapidamente me apercebo que a sua ação era a de apanhar uma moeda de 50 cêntimos que tinha encontrado no chão, com uma satisfação notória nos olhos.






(Imagem retirada da Internet)


Essa visão faz-me pensar que durante muitos anos, quando era mais nova atribuía a esse acontecimento, o de encontrar moedas no chão, um “golpe de sorte”. Hoje penso de forma diferente.
Não, não que ache que é azar encontrar dinheiro no chão, mas já pensaram que a probabilidade de isso vos acontecer é muito maior de andarem a olhar para baixo?
Nesse momento pensei: não, eu não quero olhar para baixo. Prefiro olhar em frente, passar pelas moedas, não as ver, mas andar reta pela vida, ganhando as minhas próprias moedas e notas.

A jeito de curiosidade, há cerca de um ano vi em algum lugar (não me recordo onde - um filme?), um comportamento que registei na minha mente e que, partir daí, tenho feito sempre: se por algum motivo encontrar uma moeda no chão, independentemente do seu valor, eu abençoo o dia da próxima pessoa que tocar na moeda e viro-a ao contrário. A ideia não é a de que se alguém ficar com ela tem sorte ou azar nem a de que a moeda vai passar a sorte que eu desejei a essa pessoa, não, até porque eu não me considero supersticiosa. Contudo, na realidade que eu vivo, de felizmente não precisar dessa moeda, acho que é um gesto bonito que me faz sentir bem comigo mesma e, talvez, se mais alguém o fizer antes ou depois de mim, essa pessoa também se vai sentir bem e, desta forma, cria-se um cordão de felicidade… e por esse pensamento, já vale a pena.

Espero que tenham gostado e estão à vontade para comentar.

Até à próxima!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Carnaval 2018

Olá a todos!
Hoje trago-vos um vídeo extra no canal!!! 
Não vou publicar um vídeo todos os dias, mas há exceções, como neste caso, em que tivemos o Carnaval e o Dia de São Valentim na mesma semana. :)
Espero que gostem! 😊


Até à próxima!
Beijinhos :-*

VeganChee Bio - Iogurtes e Queijos

Bom dia a todos!
Na publicação de hoje vou partilhar convosco alguns produtos vegan que conheci há algum tempo e dos quais, pelo sabor, aspeto, saúde e praticidade, não poderia deixar de falar. Curiosos para saber do que falo?
A resposta é: VeganChee Bio - alternativas vegetais ao queijo e aos iogurtes. Para além de estar a estudar para vir a ser Médica, eu sempre me preocupei com a Saúde e, sobretudo, sempre procurei saber mais sobre o tema e sobre o que eu podia fazer para ser mais saudável (vou certamente partilhar alguns dos hábitos que tenho noutros posts).
E como falar de Saúde, sem falar de Alimentação?
Como disse Hipócrates, na Antiguidade, “que o teu alimento seja o teu medicamento.” e, baseada nesta premissa, sempre procurei comer o melhor possível, com algumas exceções (muitas) de vez em quando, como é normal.

O tipo de alimentação que levo não é tema para esta publicação, mas resumidamente é preferencialmente vegan, mas não rígida. O que isto significa? Que como de tudo,…

Aniversário 2018

Olá a todos!
Hoje é o meu aniversário, comemoro mais um ano de vida e, por esta ocasião especial, interrompo o estudo para festejar e para vos escrever. Este dia pode ser especial para nós, por diversos motivos, dependendo também da nossa idade e da altura da vida em que estamos. Lembro-me que quando era pequena os meus aniversários eram o máximo pelos doces, pelos amigos a cantarem os parabéns, pelos brinquedos que recebia, pelo karaoke que cantava, pelos saquinhos de guloseimas que distribuía na escola ou a todos os que iam à minha festa de anos... Há medida que vamos crescendo, as festas vão-se tornando diferentes, com menos pessoas e menos brincadeiras, e começamos a dar mais importância a estar com a família, a nos rodearmos de um grupo mais limitado de pessoas e claro, a receber parabéns das pessoas que passam pela nossa vida, quer pessoalmente quer nas redes sociais.
Nem sempre os nossos dias de aniversário são perfeitos, sobretudo se nem tudo na nossa vida está como gostaríamos o…