Avançar para o conteúdo principal

Fá-lo por Ti!

Olá a todos!  

Com certeza que já ouviram uma frase do género "Faz o que quiseres da Vida." ou "Não o faças por ninguém a não ser por ti.". 
Felizmente, no século XXI esta frase é mais ouvida do que o seu inverso. 

Contudo, será fácil entender o porquê de nos termos de seguir a nós mesmos e não aos outros? Chocados com a questão? 
Ora pensem: não será possível uma pessoa sentir-se feliz e realizada a ser advogada porque os pais querem, quando no fundo achava que gostaria mais de ser bióloga?

A resposta óbvia é "Claro que não."… a resposta óbvia ou aquela que é suposto dar? Toda a gente pensa assim e acredita indubitavelmente nisso? Que o ideal e a única forma de nos sentirmos realizados é seguir um caminho cujo fim foi projetado por nós?
Eu concordo com isso, mas nunca tinha feito uma reflexão mais profunda sobre o assunto. Apenas seguia a minha vida e pronto. Contudo, há uns dias, enquanto falava com uma pessoa que é muito querida para mim, reparei que esta tinha uma crença de um ponto específico da vida diferente daquela que eu achava que ela tinha. E, de repente, apercebi-me de um dos perigos de fazermos algo na vida, mesmo que seja tomar uma simples decisão, baseado no que outra pessoa quer e não em nós: é que nós NUNCA, NUNCA, NUNCA, podemos ter o conhecimento total, a certeza absoluta do que a outra pessoa quer, de como a outra pessoa vê o mundo, de como a outra pessoa analisa cada detalhe da vida. Por muito bem que conheçamos alguém há sempre algum pormenor relevante que nos falha. 
O que isto significa?
É que não é possível viver o sonho de outra pessoa e agir de acordo com a vontade de outra pessoa. Se não nos seguirmos a nós mesmos, então não seguimos ninguém, não realizamos nenhum sonho - embora o possamos achar que sim.

Se se movimentarem na vida a pensar no que outra pessoa gostaria, correm o risco de ouvir muitos "Porque fizeste isso?", "Mas...", "Não era assim...", porque vocês simplesmente nunca vão acertar.
Então e se seguirmos o que queremos na vida, não corremos o risco de ouvir reprovações? Não só corremos o risco como creio que a probabilidade de isso acontecer é 100%. 
A diferença fulcral aqui é que na segunda hipótese vocês vão de certeza chegar a algum lado que tem 100% de significado para alguém, vocês. Na 1ª hipótese vão apenas desperdiçar uma vida, a vossa. 

O que acharam do texto? Sintam-me à vontade para comentar.

Deixo-vos aqui uma música que se adequa muito à reflexão:
Até à próxima!
Beijinho.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Carnaval 2018

Olá a todos!
Hoje trago-vos um vídeo extra no canal!!! 
Não vou publicar um vídeo todos os dias, mas há exceções, como neste caso, em que tivemos o Carnaval e o Dia de São Valentim na mesma semana. :)
Espero que gostem! 😊


Até à próxima!
Beijinhos :-*

Aniversário 2018

Olá a todos!
Hoje é o meu aniversário, comemoro mais um ano de vida e, por esta ocasião especial, interrompo o estudo para festejar e para vos escrever. Este dia pode ser especial para nós, por diversos motivos, dependendo também da nossa idade e da altura da vida em que estamos. Lembro-me que quando era pequena os meus aniversários eram o máximo pelos doces, pelos amigos a cantarem os parabéns, pelos brinquedos que recebia, pelo karaoke que cantava, pelos saquinhos de guloseimas que distribuía na escola ou a todos os que iam à minha festa de anos... Há medida que vamos crescendo, as festas vão-se tornando diferentes, com menos pessoas e menos brincadeiras, e começamos a dar mais importância a estar com a família, a nos rodearmos de um grupo mais limitado de pessoas e claro, a receber parabéns das pessoas que passam pela nossa vida, quer pessoalmente quer nas redes sociais.
Nem sempre os nossos dias de aniversário são perfeitos, sobretudo se nem tudo na nossa vida está como gostaríamos o…

VeganChee Bio - Iogurtes e Queijos

Bom dia a todos!
Na publicação de hoje vou partilhar convosco alguns produtos vegan que conheci há algum tempo e dos quais, pelo sabor, aspeto, saúde e praticidade, não poderia deixar de falar. Curiosos para saber do que falo?
A resposta é: VeganChee Bio - alternativas vegetais ao queijo e aos iogurtes. Para além de estar a estudar para vir a ser Médica, eu sempre me preocupei com a Saúde e, sobretudo, sempre procurei saber mais sobre o tema e sobre o que eu podia fazer para ser mais saudável (vou certamente partilhar alguns dos hábitos que tenho noutros posts).
E como falar de Saúde, sem falar de Alimentação?
Como disse Hipócrates, na Antiguidade, “que o teu alimento seja o teu medicamento.” e, baseada nesta premissa, sempre procurei comer o melhor possível, com algumas exceções (muitas) de vez em quando, como é normal.

O tipo de alimentação que levo não é tema para esta publicação, mas resumidamente é preferencialmente vegan, mas não rígida. O que isto significa? Que como de tudo,…