Avançar para o conteúdo principal

Preocupações Seletivas

Olá a todos!

Na publicação de hoje, partilho convosco um raciocínio que costumava fazer na minha vida, depois de reclamar ou chatear-me com algo que não valia a pena e que, felizmente, estou cada vez mais a fazê-lo antes que isso ocorra.

E falo do quê?
Falo de selecionarmos as nossas preocupações e as nossas fontes de sofrimento, dentro do possível, claro está.
Toda a gente tem direito ao seu sofrimento, e não sou apologista de que as pessoas devem viver a sua vida a fingir que tudo corre bem, mas sou sim defensora de que as pessoas devem e podem viver o melhor possível. 
E pensem comigo...
Nunca se aperceberam que muitas das vossas preocupações poderiam ser evitadas? Em outras palavras, que entraram na vossa mente porque vocês permitiram, porque vocês ativamente direcionaram a vossa atenção para elas? Que se não tivessem nada de mal aconteceria?

De facto, existem sofrimentos e preocupações inevitáveis e, por vezes, até necessários, porque nos levam a tomar atitudes que nos são benéficas, que melhoram a nossa situação. 

Mas se abrimos portas a que sofrimentos dispensáveis entrem na nossa vida, o que acontece? No mínimo, ocupamos tempo e espaço mental que poderíamos estar a usar para evoluir, para fazermos algo que é realmente importante para nós.
Por exemplo, se tiverem um relacionamento amoroso com alguém, sobretudo se passarem muito tempo juntos e ainda mais se viverem juntos, vão sempre haver coisas que a outra pessoa faz, na sua individualidade e diferença, que vocês não concordam a 100% ou até mesmo que discordam. Isto vai sempre acontecer. Agora, o que não tem sempre de acontecer é isso ser um problema.

Ok, dizer isto é muito bonito, mas como podemos não nos focar nestas coisas, nestas "entraves de vida"?
Certamente existem muitas formas de o fazermos, mas eu sigo uma técnica que resulta para mim e que, talvez, resulte para vocês - no início tinha de ser pensada, mas com o tempo está-se a tornar-se cada vez mais automática e a facilitar-me muito a vida. Essa técnica consiste nos seguintes passos:
  1. Identificar o fator que não está a ser do meu agrado.
  2. Perguntar-me se a existência desse fator afeta negativamente a minha vida.
  3. Perguntar-me se a ausência desse fator traria benefício à minha vida.
  4. Perguntar-me se eu conseguiria eliminar esse fator e, se sim, a que custo.
Seguindo estes passos, eu sigo uma atitude diferente de acordo com as respostas que obtiver de mim mesma. Caso após o ponto 1. eu responder "Não!" ou "É indiferente." a algum dos pontos seguintes, eu simplesmente ignoro e esqueço o assunto.

Isto é uma técnica preciosa que me evita muitos problemas, conflitos e sofrimentos. E, vai na volta, mais ou menos tempo depois de ignorar algo, venho a concordar com essa possível fonte de instabilidade e, se "me tivesse passado" e criticado na altura, só me ia sentir mal.

Resumidamente, nós podemos sim, e devemos, selecionar as nossas preocupações, se elas forem excluíveis.

E vocês, selecionam as vossas preocupações?
Que técnicas utilizam para eliminar todas aquelas que são desnecessárias ou mesmo prejudiciais?

Espero que tenham gostado!
Beijinhos.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Carnaval 2018

Olá a todos!
Hoje trago-vos um vídeo extra no canal!!! 
Não vou publicar um vídeo todos os dias, mas há exceções, como neste caso, em que tivemos o Carnaval e o Dia de São Valentim na mesma semana. :)
Espero que gostem! 😊


Até à próxima!
Beijinhos :-*

Aniversário 2018

Olá a todos!
Hoje é o meu aniversário, comemoro mais um ano de vida e, por esta ocasião especial, interrompo o estudo para festejar e para vos escrever. Este dia pode ser especial para nós, por diversos motivos, dependendo também da nossa idade e da altura da vida em que estamos. Lembro-me que quando era pequena os meus aniversários eram o máximo pelos doces, pelos amigos a cantarem os parabéns, pelos brinquedos que recebia, pelo karaoke que cantava, pelos saquinhos de guloseimas que distribuía na escola ou a todos os que iam à minha festa de anos... Há medida que vamos crescendo, as festas vão-se tornando diferentes, com menos pessoas e menos brincadeiras, e começamos a dar mais importância a estar com a família, a nos rodearmos de um grupo mais limitado de pessoas e claro, a receber parabéns das pessoas que passam pela nossa vida, quer pessoalmente quer nas redes sociais.
Nem sempre os nossos dias de aniversário são perfeitos, sobretudo se nem tudo na nossa vida está como gostaríamos o…

VeganChee Bio - Iogurtes e Queijos

Bom dia a todos!
Na publicação de hoje vou partilhar convosco alguns produtos vegan que conheci há algum tempo e dos quais, pelo sabor, aspeto, saúde e praticidade, não poderia deixar de falar. Curiosos para saber do que falo?
A resposta é: VeganChee Bio - alternativas vegetais ao queijo e aos iogurtes. Para além de estar a estudar para vir a ser Médica, eu sempre me preocupei com a Saúde e, sobretudo, sempre procurei saber mais sobre o tema e sobre o que eu podia fazer para ser mais saudável (vou certamente partilhar alguns dos hábitos que tenho noutros posts).
E como falar de Saúde, sem falar de Alimentação?
Como disse Hipócrates, na Antiguidade, “que o teu alimento seja o teu medicamento.” e, baseada nesta premissa, sempre procurei comer o melhor possível, com algumas exceções (muitas) de vez em quando, como é normal.

O tipo de alimentação que levo não é tema para esta publicação, mas resumidamente é preferencialmente vegan, mas não rígida. O que isto significa? Que como de tudo,…